História - Presente

m 2008, após ficar nos bastidores por dois anos, e notar as dificuldades por que passava o Reino, bem como com o desaparecimento do Rei Gustav II, o então Arquiduque de Tolond, S.A.R. Carmelo Pellegrini Logos, declara a independência das ilhas de Tolond e Merávis e cria nesta última o Reino de Heraldia, entitulando-se S.M. Ninus III Carmelo Pellegrini Logos. Após meses de discussões, em 30 de outubro do mesmo ano, o Sacro Reino de Pathros, através da então Regente, a Rainha Ana Carolina Calistene Logos reconhece o Reino de Heraldia como nação independente. E a Ilha de Tolond é devolvida ao território Pathrano através de um tratado assinado por ambas as micronações..

Há no Reino de Heraldia um grande crescimento em pouco tempo e após um ano de existência, outro ex-monarca, o Arquiduque de Tolond S. A. S. Raul III, entra em negociações com SM Ninus III sobre a possibilidade da criação do Reino Unido de Pathros, onde haveriam 3 reinos: Heraldia, Mirend e Tolond, com administrações independentes mas sob o mesma Bandeira. E, assim em 20 de setembro de 2009, os 2 reinos e o arquiducado de Tolond assinam e inauguram uma nova fase para Pathros: UM REINO UNIDO. O Rei Gustav II então abre mão da Coroa Pathrana a favor da formação do Reino Unido de Pathros, criando então o Reino de Mirend sob a direção do último monarca Pathrano. O Reino Unido passa a ser controlado então pela Casa dos Juízes, formada pelos três ex-monarcas Pathranos, além da criação de uma lista conjunta.

Depois alguns meses de Reino Unido, o Reino de Heraldia passa a se destacar com crescimento de forma acelerada e tem procura de vários ex-Pathranos. Deste modo, surge uma nova proposta, sendo esta colocada em prática em 2010: A Reunificação do Sacro Reino de Pathros. Este agora sendo novamente comandado por uma única coroa. Por conseguinte, após longo tempo de planejamento e atualizações em todo o sistema funcional do Sacro Reino de Pathros, com grande esforço do Arquiduque de Tolond e do Rei Heraldês na data de 1 de junho de 2010, Carmelo Pellegrini Logos, reassume o Trono Pathrano, agora como S.M. Ninus Pellegrini Logos III, ou S. M. Ninus III. Desde então, o Reino de Pathros volta a figurar no cenário micronacional como grande potência, desfrutando de grande participação e progresso.



Veja ainda outras páginas sobre o assunto:

Não somos membros de qualquer nação real ou movimento separatista.
Este WEB Site destina-se única e exclusivamente aos praticantes do hobbie chamado micronacionalismo.
Todos os direitos de imagem e nome reservados.