Registre-se

inus Logos, deu início à sua vida micronacional em 2003, quando pesquisava sobre brasões na internet e acaba encontrando um certo "Principado de Sofia", ficou pentusiamado com a nova descoberta e preenche o formulário de cidadania para aprender mais sobre esse hobby, mas sua estadia lá não durou muito tempo, pois conheceu Heraldo Marquardt (futuro Raul III), que estava retornando à sua terra natal para assumir o trono de Pathros, e assim se deu a gênesis da saga pathrana, o fortalecimento de uma grande amizade e então resolve acompanhar o futuro monarca e contribuir com a construção do novo país. Seu desempenho foi tal, que se torna em pouco tempo o primeiro nobre pathrano, recebendo o título de Barão de Patmos. Atuando sempre em favor do progresso pathrano, constrói a primeira empresa de Telecomunicações, a NK Telecom, e não para por aí, logo são construídos o aeroporto, o centro rodoviário, a eureka, a rádio alpha, etc.. Seu crecimento em Pathros foi ascendente, que em pouco mais de 1 ano já tinha se tornado Conde, Marquês e finalmente Duque de Patmos. Nomeado como Príncipe de Merávis, passou a administrar o país como um Primeiro-Ministro.

Em outubro de 2004, recebe uma notícia repentina do monarca Raul III, que não teria como continuar no trono e que estaria se retirando para o Arquiducado de Tolond, propriedade da família Markotos. Ascendeu ao Trono Pathrano em 20 de Outubro de 2004. Seus feitos são dignos e sua história atesta que, Pathros, adotada pelos Logos, continua sendo muito mais do que uma nação, uma família!, como seu próprio lema diz. Carmelo Logos reina até 2007, após anos de grande prosperidade e respeito de seus súditos. Tendo seu tempo reduzido verti nosamente e com afazeres macros cada vez maiores, resolve abdicar do trono em favor de seu irmão. Sua presença no micromundo continua, porém dedica-se mais ao futebol virtual. É fundador da FIFH, Federação Intermicronacional de Football Hattrick. Assim Gustav Graves Logos, é entronizado como SM Gustav II de Pathros.

Em 2008, após ficar nos bastidores por dois anos, e notar as dificuldades por que passava o Reino, bem como com o desaparecimento do Rei Gustav II, o então Arquiduque de Tolond, S.A.R. Ninus Pellegrini Logos, declara a independência das ilhas de Tolond e Merávis e cria nesta última o Reino de Heraldia, entitulando-se S.M. Ninus III Pellegrini Logos. Após meses de discussões, em 30 de outubro do mesmo ano, o Sacro Reino de Pathros, através da então Regente, a Rainha Ana Carolina Calistene Logos reconhece o Reino de Heraldia como nação independente. E a Ilha de Tolond é devolvida ao território Pathrano através de um tratado assinado por ambas as micronações..

Há no Reino de Heraldia um grande crescimento em pouco tempo e após um ano de existência, outro ex-monarca, o Arquiduque de Tolond S. A. S. Raul III, entra em negociações com SM Ninus III sobre a possibilidade da criação do Reino Unido de Pathros, onde haveriam 3 reinos: Heraldia, Mirend e Tolond, com administrações independentes mas sob o mesma Bandeira. E, assim em 20 de setembro de 2009, os 2 reinos e o arquiducado de Tolond assinam e inauguram uma nova fase para Pathros: UM REINO UNIDO. O Rei Gustav II então abre mão da Coroa Pathrana a favor da formação do Reino Unido de Pathros, criando então o Reino de Mirend sob a direção do último monarca Pathrano. O Reino Unido passa a ser controlado então pela Casa dos Juízes, formada pelos três ex-monarcas Pathranos, além da criação de uma lista conjunta.

Depois alguns meses de Reino Unido, o Reino de Heraldia passa a se destacar com crescimento de forma acelerada e tem procura de vários ex-Pathranos. Deste modo, surge uma nova proposta, sendo esta colocada em prática em 2010: A Reunificação do Sacro Reino de Pathros. Este agora sendo novamente comandado por uma única coroa. Por conseguinte, após longo tempo de planejamento e atualizações em todo o sistema funcional do Sacro Reino de Pathros, com grande esforço do Arquiduque de Tolond e do Rei Heraldês na data de 1 de junho de 2010, reassume o Trono Pathrano, agora como S. M. Ninus Pellegrini Logos III, ou S. M. Ninus III. Desde então, o Reino de Pathros volta a figurar no cenário micronacional como grande potência, desfrutando de grande participação e progresso.

Não somos membros de qualquer nação real ou movimento separatista.
Este WEB Site destina-se única e exclusivamente aos praticantes do hobbie chamado micronacionalismo.
Todos os direitos de imagem e nome reservados.